Nintendo DS em mãos erradas

Site do vídeo-game: http://www.nintendo.com/ds

Anúncios

Instalar TV’s 3D perto de fios elétricos é perigoso

A Samsung é a criadora dos primeiros aparelhos de televisão em 3D. E com toda a febre em torno desse lançamento, a empresa está alertando seus clientes acerca dos perigos potenciais que esta nova tecnologia traz consigo.

O site australiano da empresa convida os espectadores a pararem de assistir e consultar um médico se sentirem sintomas, incluindo convulsões, tonturas, cólicas ou “perda de consciência” e adverte a interromper a visualização em 3D “se você estiver em condições físicas ruins, sono ou ter ingerido álcool.”

As advertências alertam para outros perigos, como colocar o seu televisor 3D próximo a fios. A advertência diz: “Não coloque o televisor perto de escadas abertas, cabos, varandas ou outros objetos que possam causar-lhe ferimentos.”

Normalmente as empresas negam os riscos que os peritos descobrem. Desta vez, é o inverso. Especialistas do mundo todo estão realmente tendo dificuldade em encontrar qualquer prova de que assistir a programação em 3D pode ser prejudicial.

O Dr. Martin Banks, da Universidade da Califórnia, professor de fotometria e da percepção de profundidade afirmou: “Não há, essencialmente, nenhuma prova sobre esses perigos. É uma maneira de cobrir seu traseiro, eu penso, para tentar prever toda a gama de coisas possíveis, se há provas ou não. “

iDriver: aplicativo do iPhone transforma celular em controle remoto de automóvel

Para quem tem um Motozine ZN5

Você tem um Motorola “Motozine” ZN5? Talvez então você poderia dar seu depoimento sobre o que achou do aparelho.

Eu particularmente estou satisfeito. A câmera Kodak de 5.0MP é fantástica e o flash de xenon é poderoso. O som das ligações é cristalino e a conexão WiFi é simples de usar e ajuda muito a transferir fotos para o site da Kodak quando você está longe do seu desktop.

Minha dúvida acerca deste telefone é que as mensagens (sms) não estão se apagando automaticamente no tempo que estipulo dentre as opções disponíveis de validade de mensagens, quais sejam: 1 Hora; 6 Horas; 24 Horas; 7 Dias e Máximo (bem, quero lembrar que não selecionei a opção “Máximo”).

Bem, se alguém puder ajudar. Minha dúvida pode ser a mesma de outros proprietários. Ainda não liguei para a Motorola para ver se eles podem saná-la.

Abraços

Ronaldo

iPhone 3G e a Sociedade Hipócrita Brasileira

A burguesia fede, já dizia um grande cantor que viveu numa época onde não havia celular, nem internet.

O tão esperado dia da chegada do iPhone (misto de celular e iPod) ao Brasil foi cercado de grande pompa no bastião da moda na cidade de São Paulo, a loja Daslu. Tal loja, por sinal, foi acusada recentemente de importar produtos sem pagar os devidos impostos tupiniquins.

Muitas “celebridades” estiveram na noite de ontem no foyer do Terraço da Daslu para tentar levar um iPhone de graça.

Pessoas estas que faturam milhares de reais por mês e estavam no “templo” do luxo em busca de um celular de graça.

Para piorar mais ainda sua imagem, muitas “celebridades” sequer sabiam do que se tratava o tal aparelhinho.

Segundo a “Preta Gil”, denominação da filha do ex-Ministro da Cultura, Gilberto Gil, disse: “Comprar? A gente não é hipócrita, né?”. Em seguida, emendou: “Eu quero o G3”, invertendo a sigla do iPhone 3G.

Já a atriz afro-descendente, Taís Araújo, esperançosa, asseverou: “Eu quero ver os Jetsons”. Quando o repórter indagou-a: “Como assim, os Jetsons?”. Ela respondeu: “Você não lembra do desenho, em que eles viam as pessoas enquanto estavam conversando?”. E finalizou: “Me disseram que o aparelho tem uma câmera incrível.”.

Profundamente equivocada, a atriz mal sabia que o aparelhinho não permite vermos a outra pessoa ao vivo enquanto conversamos ao telefone como no desenho animado. E mais, a qualidade da câmera fotográfica do aparelhinho é uma das piores da categoria.

Fiquei desapontado em ver pessoas que sempre se mostraram tão desprendidas do consumismo, como o cantor Lobão, numa festa como essa.

Já o jornalista da Rede Globo, Chico Pinheiro, detonou: “E eu lá preciso dessa p… [iPhone 3G]? O meu é esse daqui, ó”.

Por sua vez, Rafael Cortez, do programa “Custe o Que Custar” da Band, afirmou: “Meu celular é f…, do tempo das cavernas”.

Hipócritas de plantão, ostentando pseudo estrelismo em festa de um aparelhinho que qualquer pé-de-chinelo nos Estados Unidos pode comprar.

Mas, no Brasil, em virtude dos altos impostos, virou aparelhinho de “celebridade” que só quer aparecer.

Claro Cobrará Até R$ 2,6 mil Pelo iPhone 3G no Brasil

da Folha Online

A operadora de telefonia móvel Claro divulgou nesta quinta-feira (25) os preços que cobrará pelo iPhone 3G no Brasil, que chega às lojas amanhã. Os aparelhos custarão entre R$ 1 mil e R$ 2,6 mil nos planos da companhia.

Nos Estados Unidos, o aparelho custa US$ 199 na versão com 8 Gbytes e US$ 299 para 16 Gbytes.

“O desembolso final com o iPhone 3G da Claro ficará entre R$ 1 mil e R$ 2.599 (pré-pago), de acordo com o plano e o modelo (8 GB ou 16 GB) escolhido pelo cliente”, diz a companhia, em um comunicado.

As duas operadoras responsáveis pelo iPhone 3G no Brasil, Vivo e Claro, fazem festas restritas a convidados nesta quinta-feira (25) para mostrar o aparelho, que deve chegar as lojas no dia seguinte.

A Claro vai apresentar o iPhone em uma festa na Daslu, butique de luxo em São Paulo, na noite desta quinta-feira. A entrada é restrita a convidados da operadora. Também na quinta a Vivo lança o celular em duas festas, no Rio e em São Paulo –os locais são mantidos em segredo.

Boicote ao iPhone 3G

Com a notícia veiculada pelo Portal Exame acerca dos estratosféricos preços do iPhone, não seria a hora de boicotarmos a compra de tal aparelho?

a) Plano 1: Mensalidade (R$ 65,00) – Preço do aparelho (R$ 1.999,00)

b) Plano 2: Mensalidade (R$ 200,00) – Preço do aparelho (R$ 1.499,00)

c) Plano 3: Mensalidade (R$ 600,00) – Preço do aparelho (R$ 1.000,00)

Segundo apurou Sandra Carvalho, da INFO Online, o preço do aparelho no Brasil seria equivalente a mil dólares.

Caso se confirmem tais preços, serão os mais caros do mundo. O que não seria também muita novidade, tendo em vista a insuportável carga tributária brasileira que estrangula a demanda a décadas. Por outro lado, a estratégia de popularizar o iPhone não será concretizada aos preços propostos pela Vivo.

%d blogueiros gostam disto: