21 melhores lugares para se viver

A Inglaterra é o 21º  melhor lugar para se viver no mundo – atrás da Irlanda e da Islândia.

A lista, da Organização das Nações Unidas, que colocou a Noruega na primeira posição, dentre os 21 melhores lugares para se viver no mundo, classificou a África subsaariana como o pior lugar, devido às guerras e à Aids.

Os dados coletados mostraram que, apesar da crise econômica global, as pessoas na Noruega, Austrália e Islândia, possuem o melhor padrão de vida, enquanto a Nigéria, o Afeganistão e a Serra Leoa possuem os piores níveis de desenvolvimento humano.

A ONU compilou dados de 2007, como a renda per capita, a educação e a expectativa de vida e mostrou diferenças marcantes entre países desenvolvidos e países em desenvolvimento.

A expectativa de vida na Nigéria ficou em 50 anos, 30 anos a menos do que na Noruega. Para cada dólar auferido por pessoa na Nigéria, US$85 dólares são auferidos na Noruega.

Austrália: tem um dos melhoes padrões de vida no mundo

Austrália: tem um dos melhores padrões de vida no mundo

Islândia: terceiro melhor lugar para se viver no mundo

Islândia: terceiro melhor lugar para se viver no mundo

Inglaterra: atrás dos EUA, Irlanda e França

Inglaterra: atrás dos EUA, Irlanda e França

Melhores lugares para se viver no mundo de acordo com a Organização das Nações Unidas:

1. Noruega
2. Austrália
3. Islândia
4. Canadá
5. Irlanda
6. Holanda
7. Suécia
8. França
9. Suíça
10. Japão
11. Luxemburgo
12. Finlândia
13. Estados Unidos
14. Áustria
15. Espanha
16. Dinamarca
17. Bélgica
18. Itália
19. Liechtenstein
20. Nova Zelândia
21. Inglaterra

Quero acreditar que essa lista não é tendenciosa, pois colocou os Estados Unidos como um “melhor” lugar para se viver do que a Dinamarca.

Anúncios

Feliz Aniversário China!

A República Popular da China comemora neste 1º de Outubro, 60 anos de comunismo.

O patriotismo dos chineses é muito forte, apesar da sua renda per capita, que não é das mais altas do mundo.

Veja a entrevista do Deputado Federal Ciro Gomes no Canal Livre da Band

Em entrevista concedida em 20 de Setembro de 2009, ao programa Canal Livre da Band, o Deputado Federal e ex-Ministro Ciro Gomes coloca os entrevistadores (Boris Casoy, Antonio Teles e Fernando Mitre) nos seus respectivos lugares. Ainda faltam as partes 02 e 04 da entrevista.

Talvez na tentativa de desestabilizar Ciro Gomes, os entrevistadores recebiam respostas que os desconcertaram.

Subprime e o Vírus H1N1: Apocalipse?

Os Estados Unidos da América, ou simplesmente América, como são mais conhecidos internacionalmente, parecem estar sendo castigados por todo o seu passado imperialista e dominante.

Grande potência econômica e militar, hegemonicamente demonstrada no período da Guerra Fria, nos anos 90 com a Guerra do Golfo (causada pela invasão iraquiana ao Kwait) e, mais recentemente, com a invasão norte-americana ao Iraque (desta vez, acreditando que o país dos Jardins suspensos da Babilônia escondia arsenais de armas químicas), a economia do país não suportou o inadimplemento dos mutuários adquirentes do crédito de risco que fomenta o setor imobiliário e alardeou uma crise financeira mundial ainda sem precedentes – o termo “ainda” foi empregado no sentido de que ainda não se tem certeza de quando seus reflexos irão desaparecer.

Por outro lado, odiado por alguns países, em especial os que se situam no Oriente Médio, fez crescer a xenofobia e, principalmente depois do fatídico dia “11 de Setembro”, dificultou cada vez mais a entrada de imigrantes em seu, até então, próspero território.

E não é que agora veio uma tal de gripe suína, causada pelo vírus H1N1, cujo Centro de Controle e Prevenção de Doenças informou já se tratarem de nada menos do que vinte casos de sua manifestação em serem humanos em território norte-americano?

As coisas não andam bem para Barack Obama e companhia. Talvez isso possa servir de aprendizado para eles.

Imperdível, Expo Money 2009 em Curitiba

Curitiba é a primeira capital a receber a Expo Money 2009

A quarta edição curitibana da Expo Money, maior evento de educação financeira e investimentos da América Latina, ocorre nos dias 25 e 26 deste mês, no Expo Unimed Curitiba. O evento é direcionado tanto para os iniciantes na área das finanças quanto para investidores mais experientes. Atualmente, o Paraná concentra cerca de 31 mil investidores individuais e ocupa a 5ª posição entre os estados com o maior número de pessoas físicas na bolsa.

A Expo Money, cujas inscrições são gratuitas, terá 30 palestras palestras e a presença de expositores como BM&FBovespa, Bradesco, Banco do Brasil, CMA, Link Trade, Omar Camargo, Copel, Petrobras, Apimec Sul e CVM. A grade de palestrantes terá o autor do bestseller Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, Gustavo Cerbasi, o professor catarinense Jurandir Sell Macedo Jr (autor de A Árvore do Dinheiro) e o consultor paranaense Raphael Cordeiro (de O Sovina e o Perdulário), entre outros.

De acordo com a organização, a Expo Money é o local ideal para quem está interessado em aprender a administrar as finanças pessoais, conhecer os produtos de investimento disponíveis no mercado e ainda aprofundar o assunto com especialistas renomados do mercado. “Os assuntos vão desde o planejamento financeiro pessoal até como montar uma carteira de ações, operar via home broker ou utilizar as ferramentas de análise técnica e fundamentalista”, afirma Robert Dannenberg, presidente da TradeNetwork, organizadora do evento. A Gazeta do Povo estará presente no evento com um estande próprio e em debates sobre finanças e o mercado financeiro.

Os organizadores esperam um público de 5,5 mil pessoas só no Paraná. Outras dez capitais brasileiras terão edições locais da Expo Money este ano.

Serviço:

4ª Expo Money Curitiba. Data: 25 e 26 de março, das 13 às 21h30. Local: Expo Unimed Curitiba – Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, Campo Comprido. Inscrições: www.expomoney.com.br

Fonte: Gazeta do Povo

Veja Quem Perdeu Mais Dinheiro com a Crise nas Bolsas de Valores

Nome Compania Bilhões Perdidos/$ Valor Máximo/$ Valor Atual/$ % Prejuízo
Sheldon Adelson Las Vegas Sands 24.9 27.5 2.6 91%
Walton clan Wal-Mart 21.1 108.0 86.9 19%
Warren Buffett Berkshire Hathaway 16.3 66.0 49.7 25%
Sergey Brin & Larry Page Google 12.1 21.6 9.5 56%
Bill Gates Microsoft 12.0 29.7 17.7 40%
Larry Ellison Oracle 8.5 27.1 18.6 31%
Charles & Rupert Johnson Franklin Resources 8.5 13.3 4.8 64%
Harold Hamm Continental Resouces 7.6 10.3 2.7 74%
Steve Ballmer Microsoft 6.2 15.3 9.1 40%
Stephen Schwarzman Blackstone
Group
4.9 6.9 2.0 71%
Rupert Murdoch News Corp. 4.8 7.6 2.8 63%
Charles Schwab Charles Schwab 4.6 8.1 3.5 57%
Micky Arison Carnival Cruise Line 4.5 9.7 5.2 46%
Jeff Bezos Amazon 4.5 10.0 5.5 45%
Pierre Omidyar eBay 4.4 7.2 2.8 61%
Michael Dell Dell 4.2 7.6 3.4 56%
Daniel Ochs Ochs Ziff 4.1 5.0 0.9 82%
Sumner Redstone CBS, Via 3.6 6.0 2.4 60%
Steve Wynn Wynn Resorts 2.9 4.3 1.4 68%
Tom Ward SandRidge Energy 2.4 2.9 0.5 82%
Steve Jobs Apple, Dis 2.3 4.9 2.6 46%
Mitchell & Steven Rales Danaher 2.2 5.5 3.3 40%
Gordon Moore Intel 2.1 4.8 2.7 44%
Ronda Stryker & family Stryker Corp. 2.1 6.4 4.3 33%
Dan Duncan Enterprsie Products 2.0 4.9 2.9 42%

Fonte: Vanity Fair

Veja Como Avaliar o Preço de uma Mulher

Uma mulher escreveu a um consultor de empresas, pedindo dicas sobre como arrumar marido rico:
 
“Sou linda, 26 de idade, bem articulada, formação universitária, preparando-me para ingressar no mestrado. Quero me casar com alguém que ganhe algo próximo de um milhão de reais por ano. Já namorei homens que ganham por volta de 200 a 250 mil reais anuais, mas não consigo passar disso, e essa cifra para um casal não vai nos fazer morar no bairro Bela Vista, nem ter casas em Gramado e num condomínio fechado em Xangri-lá, ou na Lagoa da Conceição, nem fazer viagens constantes aos EUA e Europa. Conheço uma mulher que era minha colega de ioga, que casou com um banqueiro e vive em New York, faz ´cooper´ no Central Park. E ela não é tão bonita quanto eu, nem é inteligente. Como posso fazer para chegar ao nível dela?”.

Numa reunião de empresários, na grande entidade, o consultor repassou a mensagem para um homem quase cinqüentão, recentemente descasado e que – era público e notório – estava interessado em arrumar uma mulher, no mínimo 15 anos  mais nova do que a quarentona de quem ele se descartara depois de 17 de anos de matrimônio.
 
Por e-mail, o empresário mandou sua contraproposta:

“Pensei no seu caso. Ganho bem mais de 500 mil por ano. Mas o que você oferece, é um péssimo negócio para mim. Deixando as firulas de lado, o que você sugere é uma negociação simples: você entra com sua beleza física e eu entro com o meu dinheiro”.

O empresário seguiu caprichando nos argumentos:
 
“Com toda a certeza, a sua beleza vai decair e um dia acabará, e o mais provável é que o meu dinheiro continue crescendo. Assim, em termos econômicos, você é um ´ativo´ que sofrerá depreciação, e eu sou um ´ativo´ rendendo dividendos. Sua depreciação será progressiva. Você tem 26 anos hoje e deve continuar linda pelos próximos cinco ou dez anos, mas sempre um pouco menos a cada ano;  e de repente, se você se comparar com uma foto de hoje, imaginará que no ano de 2018 ou 2020 estará um ´caco´. Isto é, você está hoje na ´alta´, na época ideal de ser vendida, não de ser comprada”.
 
E o capitão industrial desfiou novas razões:

“Usando o linguajar de Wall Street, quem tem você hoje deve possui-la em ´trading position´ (posição para comercializar), e não de ´buy and hold´ (compre e retenha). Portanto, ainda em termos comerciais, casar com você (´buy and hold´) não é um bom negócio a médio/longo prazo, mas alugá-la pode ser. Assim, em termos sociais, cogito que possamos namorar”.

E concluiu com um insinuante recado final:

“Para certificar-me do quão ´articulada, com classe e maravilhosamente linda´ você seja, eu, provável futuro locatário dessa ´máquina´, quero a praxe: fazer um ´test drive´. Posso marcar?”.
 
A jovem consultou um novel escritório de Advocacia especializado em Direito de Família, onde foi desaconselhada:
 
O empresário é mero usuário dos serviços de cama – vaticinou a advogada, que acabara de receber um dossiê encomendado a um araponga.

Do Espaço Vital

%d blogueiros gostam disto: