Jean Claude Van Damme Por Ele Mesmo

van-damme

Por telefone no outro dia, Jean Claude Van Damme, o artista marcial e herói de filmes de ação que, em seus dias de glória, era conhecido como os “Músculos de Bruxelas”, estava ansioso e com remorso. Ele havia cancelado uma viagem a Nova Iorque – perdendo vários compromissos, incluindo uma entrevista cara a cara com este escritor – para permanecer em Bangkok, onde recentemente acabara de terminar um filme. E ele quis deixar claro que havia uma boa razão.

“Eu adotei sete cães aqui, e um deles sofre de ataque cardíaco”, disse Van Damme. “Estou dormindo com ele todas as noites na clínica. Se eu deixá-lo, ele voltará para o coma. Ele é um cão muito sensitivo”. Os outros foram mandados para sua casa na Bélgica.

Pode parecer estranho pensar no Sr. Van Damme, um veterano do esteróide no cinema e um virtuoso das lutas, como um velho calmo, mas isso é perfeitamente consistente com a imagem renovada implícita em seu último filme, “JCVD”, que estréia na sexta-feira. Dirigido pelo francês Mabrouk El Mechri, que permitirá revelar uma nova faceta nas telas basicamente por interpretar a si mesmo. Um engraçado espelho com uma melancólica linha, este é Van Damme – que completou 48 anos no último mês e cujo último filme a ser exibido nas salas de cinema nos Estados Unidos foi “Knock Off” de 1.998.

Graças, em parte, à veiculação na internet  de “JCVD”, que Van Damme recebeu mais atenção do que ele tem recebido nos últimos anos. (A última vez que ele causou tanto impacto na cultura pop foi quando apareceu no seriado “Friends” como ele mesmo em 1.996) “JCVD” foi exibido em Cannes e teve sua estréia na América do Norte em uma premiere à meia noite no Festival de Cinema de Toronto.

O filme da vida real é familiar, clássico, e mostra a ascensão e queda da carreira de Van Damme. O trailer de abertura fica por conta do filme israelense “Menahem Golan” com uma demonstração de kickboxe. Seus filmes anteriores (“O Grande Dragão Branco” e “Kickboxer”) foram rodados em lugares exóticos da Ásia e mostra cenas de luta bem elaboradas.

Nos anos 90 ele conseguiu papéis em “Soldado Universal” e “Timecop” com diretores que estavam apenas começando em Hollywood (o alemão Roland Emmerich e o chinês John Woo e Tsui Hark). Mas sua vida pessoal começou a desabar: caóticos divórcios (ele se casou cinco vezes), e um extravagante hábito pela cocaína, além de prisões por dirigir embriagado.

Ele logo voltou no tempo fazendo filmes “B”. Antes de “JCVD”, 13 filmes consecutivos foram exibidos nos cinemas nos Estados Unidos. Com nomes parecidos (“Do Inferno”, “Inferno” e “Até a Morte”), eles foram feitos em países de baixo custo como Bulgária e Romênia.

Os anos em que passou longe das câmeras acabaram mexendo com seu ego. “Eu queria estar de volta para o cinema”, ele disse. Ele sentiu a oportunidade quando Marc Fiszman, um produtor francês, perguntou se ele gostaria de considerar interpretar ele mesmo.

“Eu quero que as pessoas vejam que eu mudei, que esse cara é responsável”, ele disse. “Eu quero mostrar à minha família que o papai voltou, como nos velhos tempos”.

do “The New York Times”

Anúncios

Sobre Ronaldo
Brasil, Sul, Homem, de 35 a 40 anos, português, inglês

One Response to Jean Claude Van Damme Por Ele Mesmo

  1. Rejane M. Lehugeur says:

    Jean Claude Van Damme teve seus percalços como qualquer ser humano, aliado ao fato de, como ator, sofrer pressões, por conta da carreira, mídia, e suas própria maneira de ser. Contudo isso não faz dele persona non grata no mundo do cinema. Possui sim excelente contribuição como ator.
    Gosto demais de Jean Claude, como ator, pela pessoa de excelente qualidade que ele é e acima de tudo, por seu amor incondicional pelos animais. Destaco também sua preocupação com as questões relacionadas ao destino de nosso planeta e o que o homem está fazendo com ele.
    Um homem como Jean Claude, sensível para com as questões da humanidade, só pode ser alguém de extrema qualidade…uma pessoa do bem, você não acha???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: